menu imagem

Image Map

slide

27 janeiro 2018

Como é Viajar Sozinha + Dicas Dos Melhores Parques da #Disney:

Heeeey amorzinhosss, tudo bem? No post de hoje, venho contar a minha experiência de como foi viajar sozinha para um outro país.

Pra quem não sabe, em 2014, quando eu tinha 15 anos, eu fiz uma viagem para Disney (Orlando, Flórida), e foi uma das melhores experiências que eu já tive, não só porque eu estava sozinha, mas também por conhecer outro país, outra cultura.



Quando nós viajamos sem nossos pais, a gente precisa ter um senso de responsabilidade muito grande, temos que controlar nossos gastos, ser responsáveis pelas nossas coisas, afinal, não terá ninguém para fazer isso pela gente, e isso acaba fazendo com que nós nos tornemos "gente grande" antes do tempo.

Eu não viajei completamente sozinha, eu fui com uma agência de viagens, a GTI Turismo, mas mesmo assim eu tive que ser responsável por quase tudo que era meu, a única coisa que eu não precisei me preocupar em perder, foi o passaporte, que o pessoal da agencia guarda com eles, e nós andamos apenas com a xerox, do passaporte e do visto. Mas fora isso, quase tudo é responsabilidade sua.

O hotel que eu fiquei não foi dentro do complexo da Disney, mas era 30min de distância para quase todos os parques.

PARQUES QUE EU INDICO:

  • Magic Kingdom:
O Magic Kingdom é um dos principais parques da Disney, vocês precisam conhece-lo, lá é o centro de toda a magia da Disney. É onde acontece os shows do Mickey, Minnie, e de todas as princesas; Onde tem também o famoso castelo da Cinderela, e a queima de fogos mais mágica que eu já vi.


  • Sea World:
O Sea World é o parque em que tem as mais famosas montanhas-russas, a Kraken (com 7 loops) e a Manta (a melhor de todaaaas). Se você for a Disney, precisa ir ao Sea World!



  • Busch Gardens Tampa:
  Esse parque fica em Tampa, mais ou menos 1 hora de Orlando. Ele é conhecido por suas montanhas-russas enormes e autênticas que atraem cada vez mais turistas.







09 outubro 2017

#DiárioDeViagem2: Imigração


Hey amorzinhos, nesse post dou continuidade ao #DiárioDeViagem. Dessa vez irei dar dicas de como passar pela imigração. Em breve terá vídeos no canal relacionados ao tema. Fiquem ligados! ♥︎

SOBRE A IMIGRAÇÃO:

Primeira dica: NÃO TENHA MEDO! Gente, pra quem está por fora, a imigração nos Estado Unidos é muito simples, e que sendo sincera com vocês quando eu passei por ela, não tinha ideia que estava passando pela imigração.

A imigração é basicamente uma mini entrevista, onde te fazem perguntas sobre a sua viagem. As perguntas são feitas em inglês, mas é possível pedir um interprete, caso você não entenda a língua inglesa.
(É quase parecido com a entrevista do visto, porém bem mais fácil.)

Geralmente ás perguntas giram em torno de: Qual seu nome todo; Quanto tempo você ficará no local; Onde você vai ficar; Quanto você está levando; Se você possui a passagem de retorno/comprovante de passagem de volta (terá que mostrar sua passagem/comprovante)... Na maioria das vezes, fazem essas perguntas, que são bem simples.

CURISOSIDADES:

1. Tenho chances de não passar pela imigração?

R. SIM. Caso isso aconteça não se desespere, tenha em mente que você irá para uma sala em que farão com você uma segunda entrevista, para entenderem o porque você foi barrada (o). Nessa entrevista que é a hora decisiva, se eles perceberem que está tudo certo, seja bem-vindo aos EUA. Caso esteja alguma coisa fora dos conformes você será "devolvido" para o seu país.

2. Caso eu seja "devolvido"para o meu país, quem arcará com os custos da passagem?

R. VOCÊ! Sim, você arcará com os custos da passagem. O dinheiro trazido pelo passageiro, será para custear a passagem de volta. (Injusto né?)

3. Quem tomará a decisão de comprar as passagens de volta, caso seja barrada (o)?

R. O governo americano tomará essa decisão. Ele tem direito de usar o dinheiro do passageiro para comprar a passagem de volta, caso ele seja "devolvido"para o país de onde veio.


OBS: É muito difícil de barrarem alguém na fronteira (imigração), então não se desespere e sempre mantenha a calma na hora de entrevista.

Um beijo, espero que tenham gostado do post! ♥︎

28 setembro 2017

Playlist: Lollapalooza - 2018




Hey amorecos, fiz uma playlist especial para vocês que vão/querem curtir o Lollapalooza com estilo. Espero que gostem! ♥︎

Tem Lana, The Killers, Pearl Jam, Hardwell, Red Hot e muito mais... Curtam MUUUUITO!

                                                   

03 agosto 2017

4 Filmes para assistir agarradinha com o #Crush:


Olá amorecos, tudo bem com vocês? Nesse post, eu dou algumas dicas de filmes para vocês assistirem agarradinhas (nhos) com o/a crush. Espero que gostem! ♥︎


OBS: A maioria dos filmes indicados abaixo foram assistidos por mim e serão classificados pela minha opinião, lembrando que cada um tem a sua. Os que eu não tiver assistido, a sinopse será apenas reescrita e não terá classificação. 

TODOS OS FILMES ABAIXO TEM NA NETFLIX

1. Copenhagen 

O filme Copenhagen, se passa na cidade de Copenhague na Europa e narra a história do jovem americano William que vai para a Dinamarca junto de seu melhor amigo e de sua namorada, em busca da origem de sua família. Como sua única pista, ele tem uma carta do pai destinada ao avô que reside em Copenhague, então ele decide ir em busca desse parente. No meio de sua jornada, ele encontra Effy, uma menina de personalidade forte e independente e que apesar de muita maturidade e consciência tem apenas 14 anos. Entretanto isso não a impede de ajuda-lo a encontrar seu avô e os dois embarcam em uma emocionante aventura, passeando pelas ruas de Copenhague de bike. 
Além do filme ter cenas em lugares extraordinários, ele trás um aconchego que faz você querer assistir com o crush. O história do filme é muito bonita e não tem apenas o romance como foco, fala também de família e isso é muito bom.
Classificação: 


2. O seu jeito de andar

O filme O seu jeito de andar conta a história de Jay e Daisy, duas pessoas completamente distintas e que vivem uma grande confusão. Jay Wheeler é a ovelha negra da família, passa o dia apostando em corridas de cavalo e trabalhando como zelador em um hospital psiquiátrico. Quando Jay precisa de dinheiro pra pagar uma divida, a única opção é recorrer ao seu pai, então ele resolve ir a casa do mesmo para o casamento de seu irmão mais novo e para demonstrar que ele leva uma vida estável, o que não é verdade, ele mente dizendo que irá levar uma namorada junto. Em busca por alguém que tope essa loucura, ele acaba conhecendo Daisy Kensington, paciente do hospital, e ele resolve levá-la para embarcar nessa loucura. O filme é muito engraçado em algumas partes e muitas das vezes você sente raiva do Jay, mas é um dos filmes que eu mais gosto do catálogo da Netflix. Vale a pena conferir.
Classificação: 


3. A arte da conquista

(Sinopse retirada do http://www.adorocinema.com)
George Zinavoy (Freddie Highmore) é um jovem que acredita que o ser humano nasce e morre sozinho. Para ele, de nada adianta viver de ilusão. Com a mente totalmente ocupada por esta linha de pensamento, ir à escola, participar das tarefas ou fazer os deveres de casa tornam-se algo a ser desprezado. Mergulhado em sua amargura, ele acaba conhecendo a bela Sally Howe (Emma Roberts) e algo de diferente acontece. Com ela, ele faz novas amizades e começa a sentir novas sensações, sem saber ainda ao certo o significado. No meio do caminho, os dois conhecem Dustin (Michael Angarano), um artista de sucesso apresentado pelo professor de arte, dando início a um inesperado triângulo amoroso. Eu já assisti a esse filme, mas isso faz bastante tempo, por isso resolvi colocar a sinopse retirada do site Adoro Cinema. Na época em que assisti ao filme, lembro de ter amado, papo de sentir falta do filme (hahaha).
Classificação: 

4. O espaço entre nós

(Sinopse retirada do http://www.adorocinema.com)
O adolescente Gardner Elliot é o primeiro humano nascido em solo marciano. Mas ele deseja fazer uma viagem à Terra para conhecer a verdade sobre seu pai biológico, e sobre seu nascimento. Nesta jornada, ele tem o apoio de Tulsa. Não assisti ao filme mas todos que já assistiram (que eu conheço) me recomendam esse filme e dizem que é um filme muito amorzinho e que é um ótimo filme pra assistir agarradinha com o crush, no edredom, comendo aquela pipoca, naquele frio hahaha. 
OBS: Minha mãe assistiu e ela se APAIXONOU.

27 junho 2017

Crônica: Dor da perda


Nunca perdi alguém próximo de mim, mas posso imaginar a dor que é perder. A morte é a única coisa que é certa na vida, e como a maioria das coisas, ela é imprevisível. Imagino como deve ser difícil perder alguém com quem se tem uma fortíssima ligação, e como deve ser o vazio depois que isso acontece. Os momentos de alegria se tornam preto e branco, as fotografias ficam numa caixa empoeirada e todas os momentos felizes se tornam motivo de lágrimas. A vida é pra ser vivida enquanto se tem tempo. Não subestime o seu tempo no mundo. A morte chega, e muita das vezes da pior forma. Perder alguém não é motivo de alegria, mas é a consequência por não ter aproveitado a vida da forma certa. Ficar de luto é necessário, mas morrer por dentro sabendo que está vivo por fora, é antecipar a morte de mais um ente querido: VOCÊ! - Daniella Goulart
© Blog da Dani - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo